Ao Vivo Água Boa - MT (99,7 FM)

André Borges Programa: Bom Dia Interativa
Locutor: André Borges

Ouça Agora!

(66) 99652-7007

Ao Vivo Querência - MT (97,9 FM)

Alessandro Mello Programa: Manhã Interativa
Locutor: Alessandro Mello

Ouça Agora!

(66) 98438-0051
  • Sicredi
  • Thor
  • Anuncie

Agronegócio

Soja em Água Boa: colheita chega ao fim com queda na produtividade

Atualizada dia 09 abril

 

diego kempffÁGUA BOA – A safra da soja está concluída em Água Boa. O levantamento é da Associação dos Engenheiros Agrônomos. Segundo o agrônomo Diego Kampff, foram plantados cerca de 190 mil hectares com soja. Kampff disse que a produtividade final caiu para 58 sacas de soja.

Vários fatores influenciaram nesse número, como por exemplo, déficit hídrico desde a semeadura até a fase de enchimento de grãos. Depois, na colheita, vieram as chuvas em excesso. Isso rendeu cerca de 11 milhões de sacas de soja na produção municipal na safra 2.020/2.021.

Mostra um pequeno aumento sobre a safra do ano passado, que foi de 10,6 milhões de sacas de soja. O incremento só não foi maior por conta das condições climáticas adversas.soja c

A entidade lembra que quando se incorpora novas áreas geralmente a produtividade não é excelente na primeira safra, pois as áreas ainda estão em fase de construção da fertilidade do solo.

Milho - Na cultura do milho, os trabalhos de semeadura estão finalizados. Segundo Diego Kampff, foram plantados cerca de 40 mil hectares de milho contra 35 mil hectares da safra passada.

Houve incremento de área na casa dos 14,3%. O milho foi prejudicado pelo veranico, pois muitas áreas estavam em estágio próximo ao pendoamento.

Com o retorno das chuvas, as lavouras que tem plantas em estágios iniciais de 5 a 8 folhas se beneficiaram. Porém, as chuvas são irregulares e podem afetar a produtividade final do cereal.

Gergelim: No gergelim, segundo os agrônomos, foram semeados em torno de 23 mil hectares. Diego Kampff destacou que a área foi menor que a da safra passada, devido ao avanço do milho, principalmente pelos preços atrativos.

 

 

========================

Atualizada dia 26 março

 

cristiano zamboniÁGUA BOA – A colheita da soja chegou aos 90%das áreas semeadas em Água Boa.

Dos 190 mil hectares ocupados com a oleaginosa, 1712 mil estão colhidos. A produtividade está na casa das 58 sacas de soja por hectare.

Segundo o presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos, Cristiano Morgan Zamboni, houve muita perda em função de grãos avariados, cujos descontos ocorrem nos armazéns.

Outro fator negativo é que toda vez que as chuvas concentravam, eram registradas longas filas de espera para descarga nos armazéns.

Os agrônomos entendem que somente com a instalação de novos armazéns, esses problemas vão acabar. Por causa do atraso na colheita da soja, de 30% a 40% do milho safrinha e do gergelim foram plantados fora da janela ideal.

O levantamento inicial dos agrônomos indica que a área de milho pode chegar a 36 mil hectares, principalmente pelos bons preços. A área de gergelim ainda está sendo estimada pelos agrônomos.

 

=========================

Atualizada dia 16 mar

 

leonardo silvaÁGUA BOA – Os produtores rurais chegaram a 123 mil hectares de soja colhidos dos 190 mil que foram semeados na safra 20/21. A grande Água Boa está com cerca de 65% de sua área de soja colhida versus 70% que foram registrados no mesmo período do ano passado.

Esse atraso ocorre em virtude dos fatores climáticos que atingiram a região, desde o atraso das chuvas para o início do plantio aos veranicos provocando replantios da oleaginosa. Agora no momento da colheita esse atraso se acentuou em decorrência das chuvas registradas nas últimas semanas.

Os altos índices pluviométricos tem reduzido a produtividade das lavouras de 70 sacas por hectare registrados no início da colheita para cerca de 60 sacas por hectares. O agrônomo Leonardo Silva diz que as perdas no campo decorrem por avaria dos grãos em mofados, ardidos e imaturos, além das altas umidades elevando os descontos carga a caga. Isso reduz a performance na recepção dos grãos nos armazéns.

O plantio do milho está sofrendo com os atrasos da colheita da soja. Alguns produtores seguem arriscando no plantio do cereal que está em sua fase final 95% versus 100% em relação ao mesmo período do ano passado. O agrônomo destacou as ótimas condições de desenvolvimento sendo 30% em V5-V7, 50% V3-V5 e 10% V1-V3 e 10% VE-V1. (Ascom)

 

=========================

Atualizada dia 23 fev 


ÁGUA BOA - Cerca de 30% das áreas plantadas com soja já foram colhidas no município. cristiano morgan zamboni

A informação é do presidente da Associação dos Agrônomos. Cristiano Zamboni disse que houve atraso na colheita por causa das chuvas constantes da semana passada.

Cerca de 57 mil hectares já foram colhidos.

Porém, só nesta segunda-feira (22/02) foram colhidas cerca de 5% das áreas, já que o tempo permitiu.

Por esse atraso na colheita, também está ocorrendo atraso na semeadura do milho safrinha. Os agrônomos ainda estão fazendo levantamento da área a ser ocupada com milho safrinha.

Alguns afirmam que a área com milho safrinha pode chegar a mais de 30 mil hectares, mas ainda não são números consolidados.


========================== 

Atualizada 15 fev


thulioÁGUA BOA – A colheita da soja no município já chegou a 25 mil hectares, dos 190 mil semeados com soja. Significa que as máquinas já passaram em 13,5% das lavouras.
A informação é do agrônomo Thulio Guimarães. A Associação dos Agrônomos do município informa que por enquanto, a média colhida chega a 59 sacas por hectare.
As lavouras tem apresentado produtividade entre 44 a 75 sacas por hectare, dependendo das chuvas de cada microrregião do município.
Os trabalhos das máquinas vão se intensificando à medida em que os talhões de lavouras chegam no ponto da colheita. A semeadura do milho safrinha já iniciou, seguiu imediatamente à colheita em muitas lavouras.
As chuvas dos últimos dias causaram lentidão nos trabalhos das colheitadeiras em campo.


============================== 

Atualizada 30 jan

 

WhatsApp Image 2021 02 01 at 11.50.07ÁGUA BOA - A colheita de Soja em Água Boa está em fase inicial com poucos produtores que efetivamente estão colhendo, embora tenha várias áreas já dessecadas para iniciar a colheita a partir desse final de semana e os trabalhos vão se intensificar a partir da próxima semana.

A informação parte do Engenheiro Agrônomo Murilo Soares Martins, da Associação dos Agrônomos. Murilo afirma ainda que as áreas colhidas até o momento apresentam boa produtividade.

Segundo as informações dos agrônomos, em uma área de 250 ha com média 61 Sc/ha na Fazenda Santa Cruz de Rodrigo Matos e outra de 157 ha com média de 73 Sc/ha na Fazenda Nossa Sra. Aparecida, da família Baldo.

A qualidade do produto é ótima e projeta boas perspectivas para a safra como um todo. A região apresenta boas precipitações pluviométricas e os tratos culturais continuam normalmente sem que as lavouras apresentem anormalidades de pragas ou doenças.

Na próxima semana teremos maiores informações com a relação a produtividade e percentual colhido, pois diversas áreas já estrão em trabalhos de colheita. (Ascom)

 

 

================================================================

Atualizada 24 jan 2021

 

colheitaÁGUA BOA - A colheita da soja iniciou neste domingo, 24 de janeiro, em uma área de 150 hectares, na Fazenda Santa Cruz, de Rodrigo Matos Carvalho. A informação é do engenheiro agrônomo Márcio Lansoni.

A lavoura foi plantada no dia 11 de outubro com a variedade Don Mário DM 75i76, aproveitando chuvas que ocorreram naquela região. A expectativa é de que esse talhão de lavoura alcance uma produtividade aproximada de 70 sacas por hectare.

A lavoura está localizada entre as fazendas Xororó e Brasil Central, em uma região de grande produção de soja.

No atual ciclo, segundo a Associação dos Engenheiros Agrônomos, foram plantados cerca de 195 mil hectares, área recorde com a oleaginosa no município.

 

 

 

============================

Atualizada dia 20 jan 2021

 

adriano arrudaÁGUA BOA – Segundo o engenheiro agrônomo Adriano Arruda, membro da Associação dos Agrônomos de Água Boa a região vinha enfrentando condições de baixas precipitações e volume de água nos rios e córregos do município. A situação estava muito abaixo do normal para a essa época do ano.

Na semana passada, a partir do dia 11, o quadro mudou significativamente havendo aumento substancial das chuvas, exceto em micro regiões que ainda enfrentam dificuldades. As lavouras de soja e arroz apresentam desenvolvimento muito bom, o que condiciona a possibilidade de ótimas produtividades garantindo boa rentabilidade em razão dos preços das comodities em geral estarem atrativos.

Na visão de Adriano Arruda os tratos culturais continuam normalmente, apenas com preocupação no combate a lagartas nas lavouras de soja, tanto nas culturas convencionais como nas intactas que são sensíveis a uma espécie específica e tem aumentado de maneira muito intensa nas últimas safras. No atual ciclo isso tem exigido cuidados especiais.

Com relação a quantificação das áreas de plantio das diferentes culturas a Associação dos Engenheiros Agrônomos esteve reunida na segunda feira, dia 18/01 e chegou a aos seguintes números. A Soja plantada na safra 2020/21 que começa a ser colhida apresenta uma área de 195.000ha. Hoje, a entidade prevê que para a próxima safra, será atingida a marca dos 200.000 hectares.

Outros 5.000ha são ocupados por arroz. Para a safrinha a previsão é de 38.000ha de Milho, 30.000ha de Milheto como cultura para grãos e 2.000ha de Sorgo.

Ressalta que com relação à área de gergelim ocorre a seguinte situação: Como atrasou um pouco o início do plantio da soja devido ao clima, aumentou as áreas de milho e milheto.

A janela para plantio da safrinha será mais curta e ainda não existe a área definida para o gergelim. Isso será definido daqui a alguns dias com o desenrolar da colheita de soja.

A Associação dos Engenheiros Agrônomos através de seus profissionais que acompanham o agro tem apesar de todas as dificuldades de clima e enfrentamento da pandemia, a satisfação de informar que os produtores tem feito seu papel na condução das lavouras de modo profissional, responsável e com muita dedicação. (Ascom)

 

=================================== 

Publicado em 19 dez 2020

fabricioÁGUA BOA - O plantio de soja da safra 2020/2021 está concluído no município de Água Boa, a área de 190 mil hectares já foi totalmente semeada. As informações partem da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Água Boa.

Segundo o Engenheiro Agrônomo Fabrício Godeski Moreira, as últimas áreas semeadas tiveram problemas de germinação devido à falta de umidade no solo em decorrência da falta de chuvas, posteriormente ao plantio houve uma semana sem chuvas e depois as chuvas vieram por uma semana atingindo muitas lavouras e algumas com menos intensidade, agora novamente está ocorrendo um novo período sem a ocorrência de precipitações pluviométricas, fato que em geral já causou a necessidade de replantio que atingem a 5% do total de áreas plantadas.Leone Pedro Sari

Esse percentual corresponde cerca de 10 mil hectares, além de que muitas lavouras em que não foi feito replantio, alguma ficaram com um estande abaixo do normal. Fabrício ressalta ainda que as lavouras replantadas ainda estão correndo risco de não germinarem devido à deficiência hídrica, e que outras consequências são a presença de pragas dificuldades para realização dos tratos culturais, como a aplicação de fungicidas.

O produtor Leone Pedro Sari, que cultiva uma área de mil hectares, na Fazenda São Pedro e Fazenda Rancho Fundo, concluiu o plantio de toda a sua área e afirma que as lavouras semeadas anteriormente apresenta um bom desenvolvimento, porém estão sentindo os efeitos do período seco, chegou a fazer o replantio de uma área de 40 hectares, que ainda está sem emergir do solo, e a falta de chuvas preocupa o produtor.

As previsões do clima indicam ocorrências de chuvas somente a partir do dia 20 de dezembro.

Veja mais notícias: