Ao Vivo Água Boa - MT (99,7 FM)

Nenhum Programa está ao vivo agora

Ao Vivo Querência - MT (97,9 FM)

Nenhum Programa está ao vivo agora

JBS informa à Interativa sobre ataques cibernéticos que sofreu

jbs 2A maior empresa de processamento de carne do mundo, a brasileira JBS, foi alvo de um ataque cibernético sofisticado. As redes de computadores da JBS foram hackeadas.

A JBS mantem uma unidade frigorífica em Água Boa, Mato Grosso. Em resposta à E-mail da Rádio Interativa, a assessoria da JBS escreveu que o referido ataque cibernético não atingiu as operações da JBS no Brasil.

Nossa reportagem recebeu a seguinte informação sobre o episódio: 

A JBS S.A. (“JBS” – B3: JBSS3; OTCQX: JBSAY) em atendimento ao Ofício-Circular no 7/2020 - CVM/SEP de 26 de agosto de 2020, comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral que foi informada pela JBS USA e pela Pilgrim's que as companhias tiveram avanços significativos na solução do ataque cibernético que impactou as operações da empresa na América do Norte e na Austrália. As operações do México e do Reino Unido não foram impactadas e estão funcionando normalmente.  jbs 1

Hoje, JBS USA e a Pilgrim's conseguiram enviar produtos para clientes a partir de quase todas as suas unidades. A empresa também continua a progredir na retomada das operações das fábricas nos EUA e na Austrália. Várias fábricas de suínos e aves da empresa operaram hoje e suas instalações de carne bovina no Canadá retomaram a produção.  

Os sistemas estão voltando a funcionar e a JBS USA não está poupando recursos para combater esta ameaça. Dado o progresso que profissionais de TI e equipes de fábrica fizeram nas últimas 24 horas, a grande maioria de nossas unidades de carne bovina, suína, de aves e alimentos preparados estará operacional amanhã. 

"A JBS USA e a Pilgrim's são uma parte crítica da cadeia de abastecimento de alimentos e reconhecemos a nossa responsabilidade com nossos colaboradores, fornecedores e consumidores de retomar as operações o mais rapidamente possível", disse André Nogueira, CEO da JBS USA.  

A JBS USA tem recebido forte apoio dos governos dos EUA, Austrália e Canadá, realizando conferências diárias com autoridades num esforço para garantir o fornecimento de alimentos.  

A empresa não tem conhecimento de nenhuma evidência neste momento de que quaisquer dados de clientes, fornecedores ou funcionários tenham sido comprometidos.  (Ascom)

Veja mais notícias: