• Anuncie
  • Brasil Escolar

0
0
0
s2sdefault

ÁGUA BOA – Seguem os preparativos para uma Audiência Pública da Assembleia Legislativa do Estado em Água Boa. O evento será na quinta-feira, 10 de outubro, a partir das 9hs da manhã, na Câmara de Vereadores. matrin

Convocada pelo deputado Dr. Eugênio, a Audiência Pública discutirá o novo projeto da Pesca em Mato Grosso. A matéria é polêmica e divide opiniões. Nossa reportagem já ouviu diversos pescadores.

Os pescadores amadores são aqueles que de vez em quando praticam pesca nos rios do Araguaia. A maioria é contra a proibição total da pesca. Porém, alguns praticantes da pesca amadora ressaltam que em anos recentes, os peixes estão desaparecendo rapidamente.

Os pescadores profissionais também estão divididos entre proibir ou não a pesca. Esta categoria tem o direito de pescar grandes quantidades de peixes. Pelo projeto, somente as populações ribeirinhas poderiam continuar pescando para subsistência, mas a venda de peixe ficará totalmente proibida.

Todos, porém, afirmam que os verdadeiros predadores dos rios são aqueles grupos de pescadores de Minas Gerais, Goiás e São Paulo. Eles ficam dias pescando nos rios Culuene, das Mortes e Araguaia, levando centenas de quilos de peixes. Essa pesca predatória não tem nenhuma fiscalização por parte do governo.

Matrinxã

Um clássico exemplo de extinção de espécie é a Matrinxã, considerada peixe nobre da bacia do Xingu (Couto, Culuene e afluentes). Até poucos anos atrás, a matrinxã era capturada geralmente acima de dois quilos.

Porém, agora, só são encontrados peixes de cerca de um quilo (abaixo do tamanho permitido). Mesmo assim, nossa reportagem foi informada de que os pescadores não respeitam a natureza nem a legislação, fisgando até peixes com menos de 1 quilo.

Veja Também