Água Boa - MT,

Presidente da FACMAT Reuniu-se com Delegado Regional para Tratar Assuntos Sobre a Segurança Pública de Querência; ACEQ Organiza Reunião com Capitão Diogo Comandante da 19ª CIPM

DELEGAS

Presidente da ACEQ - Weslley Pereira Lima/ Presidente CONSEG - Paulo Rocha/ Presidente FACMAT - Jonas Alves/ Delegado Regional PJC - Carlos Roberto Moreira de Oliveira

QUERÊNCIA
- No dia 11 de julho, Jonas Alves, presidente da FACMAT (Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso), reuniu-se com o delegado regional da Polícia Judiciária Civil, Carlos Roberto Moreira de Oliveira, na sede da Diretoria Geral da Polícia Civil de Mato Grosso, em Cuiabá, para discutir a segurança pública em Querência. O encontro foi motivado por uma demanda de várias entidades locais, incluindo a ACEQ, o Conselho Comunitário de Segurança Pública (CONSEG), o Sindicato Rural e a 19ª Subseção da OAB de Canarana, que expressaram preocupação com a constante remoção de servidores segurança pública municipal. Isso tem exacerbado o déficit de efetivo policial na região, contribuindo para o aumento da criminalidade devido ao crescimento populacional.

Jonas Alves destacou a urgência de resolver essas questões para garantir a segurança dos cidadãos de Querência. O delegado Carlos Roberto se comprometeu a levar a demanda ao Conselho Regional em sua próxima reunião, buscando assegurar suporte adequado a todas as unidades policiais para manter a ordem pública. Ele também se ofereceu para encaminhar formalmente a manifestação das entidades às autoridades competentes e discutir outras questões de segurança pública que possam surgir.

A reunião evidenciou a preocupação das entidades locais e das autoridades policiais em encontrar soluções colaborativas para os desafios enfrentados pela segurança pública em Querência, mantendo um compromisso ético e imparcial na abordagem dos problemas e na busca por respostas efetivas.

ACEQ Organiza Reunião com Capitão Diogo Comandante da 19ª CIPM

Na continuidade dos esforços para abordar as preocupações com a segurança pública em Querência, a Associação Comercial e Empresarial local agendou uma reunião com o capitão Diego, da Polícia Militar. Este encontro foi motivado por questionamentos levantados pelos empresários locais, que enviaram um ofício ao capitão Diego, solicitando esclarecimentos e ações concretas por parte da Polícia Militar de Querência.

==============================================================

Descontentamento com a Remoção de Servidores na Segurança Pública de Querência; Confira a nota na íntegra

QUERÊNCIA - Representantes do Conselho Comunitário de Segurança Pública de Querência/MT, Associação Comercial e Empresarial, Sindicato Rural e da 19ª Subseção da OAB de Canarana emitiram uma nota conjunta de descontentamento e apoio. Eles expressaram preocupação com a iminente remoção de um servidor policial efetivo da cidade e manifestaram apoio à permanência de Gabriel Pires de Lima, escrivão da PJC, ressaltando sua importância para o combate à criminalidade e o funcionamento da delegacia local. A nota destaca a necessidade de um efetivo policial adequado em Querência/MT e acentua os impactos negativos que a retirada de mais um servidor poderia ter na segurança pública do município. Confira a nota na íntegra:

NOTA DE DESCONTENTAMENTO

O conselho comunitário de Segurança Pública de Querência/MT, Associação comercial e empresarial de Querência, Sindicato Rural de Querência e a 19ª Subseção da OAB de Canarana vem por meio deste, expor o descontentamento referente à remoção de mais um servidor policial efetivo nesta cidade de Querência/MT, bem como manifestar apoio pela permanência na Unidade Policial deste município do servidor GABRIEL PIRES DE LIMA, escrivão da PJC, há 06 (seis) meses lotado na delegacia de Querência/MT.

Pois bem, é cediça a tenra luta a fim de amplificar o efetivo policial desta cidade, porém tomamos conhecimento acerca do deferimento da remoção de mais um servidor, egresso do último concurso público da Polícia Judiciária Civil do Mato Grosso, sendo que, efetivada a remoção, retomaremos a estaca zero no que tange ao número de servidores empenhados ao combate da criminalidade.

Mormente, é com grande satisfação que destacamos as qualidades profissionais e o comprometimento demonstrado pelo servidor ao longo do período em que integra a equipe policial nesta cidade. Como parte fundamental do quadro de colaboradores o servidor ocupa função de escrivão responsável por cartório central, se mostrado um profissional dedicado, pontual, organizado e extremamente comprometido com suas responsabilidades. Sua atuação tem sido de suma importância para o serviço fim da delegacia de polícia, contribuindo significativamente para o cumprimento das metas e objetivos institucionais.

Além disso, sua postura profissional exemplar tem sido um modelo para seus colegas de trabalho e a população, inspirando confiança e respeito por parte de todos. Visto que, o servidor além de desempenhar suas atividades de escrivão responsável pelo cartório central, atua também como apoio operacional e investigativo.

Não é segredo a atual conjuntura que vivencia a cidade de Querência/MT que, devido ao aumento populacional espantoso, tem enfrentado alto índice de crimes praticados por integrantes de organizações criminosas em mesma proporção, sendo certo que a escassez de servidores é cenário perfeito para a criminalidade.

Diante disso, considerando que a população atual deste munícipio, conforme o senso demográfico de 2022 gira em torno de 29.280 (vinte e nove mil e duzentos e oitenta) habitantes, perfaz a necessidade de um efetivo policial condizente à média nacional, quantidade que, atualmente, está aquém nesta urbe. Assim, a remoção de mais um servidor irá diminuir significativamente o número de policiais civis na Unidade policial desta cidade, demonstrando claro retrocesso em serviços e na repressão à criminalidade.

Insta salientar, que a unidade de Querência/MT já teve uma diminuição em seu quadro de servidores no início do ano de 2024, quando um policial civil, recentemente lotado nesta comarca, foi removido para outra cidade. Somado a isso, frisa-se que este município não recebeu nenhum policial militar egresso deste último concurso.

 Diante do exposto, e de forma respeitosa, por intermédio desta nota manifestamos completo descontentamento com os caminhos enveredados pela segurança pública do nosso município, e manifestamos apoio à permanência do servidor GABRIEL PIRES DE LIMA, policial civil, na Delegacia de Polícia de Querência/MT. Acreditamos que sua continuidade é essencial para manter o padrão de excelência e eficiência no desempenho das atividades de segurança pública no município. Assinam o documento:

              Paulo Rocha                                                

                   Presidente                                                              

       CONSEG Querência- MT   

                              

                                  

        Weslley Pereira Lima

                Presidente

      Associação comercial e 

     Empresarial de Querência

             

          Osmar Frizzo

            Presidente

Sindicato Rural de Querência

        Marcelo da Cunha Marinho

                     Presidente

    Ordem dos Advogados do Brasil

         Seção de Mato Grosso

     19ª Subseção de Canarana

Querência/MT, 09 de julho de 2024.

Confira Mais Notícias