Ao Vivo Água Boa - MT (99,7 FM)

Daniela Borges Programa: Rota Interativa
Locutor: Daniela Borges

Ouça Agora!

(66) 99652-7007

Ao Vivo Querência - MT (97,9 FM)

Iamari Trumai Programa: Rota Interativa
Locutor: Iamari Trumai

Ouça Agora!

(66) 98438-0051

Otorrino deve ser consultado aos primeiros sinais de perda auditiva

CUIABÁ - Caso comece a perceber que não está ouvindo direito o que as pessoas falam, o som da TV ou percebendo um zumbido insistente no ouvido, o correto é que se procure um especialista. A orientação é da Otorrinolaringologista credenciada ao Mato Grosso Saúde pela Clínica Vida, Elvira Lopes, neste dia 03 de março em que é celebrado o Dia Nacional do Otorrinolaringologista e o Dia Mundial da Audição. otorrino
A redução da capacidade de ouvir, de acordo com a médica, também conhecida como deficiência auditiva, pode acontecer em diferentes graus, comprometendo com maior ou menor intensidade a percepção dos sons do ambiente, as habilidades de comunicação, isolamento social, depressão, problemas cognitivos e de memória.
Ela explica que a capacidade auditiva começa a reduzir naturalmente a partir dos 40-50 anos, de modo que pelo menos metade das pessoas que chegam aos 80 anos apresenta algum grau de comprometimento.
Porém, a médica alerta que, embora esse seja um fator inerente ao envelhecimento, existem outros motivos que devem ser considerados quando o assunto é o que causa a perda da audição.
A especialista cita alguns exemplos como a exposição a ruídos intensos por longos períodos (fones de ouvido e ambiente de trabalho), genética, perfuração do tímpano pela inserção de objetos, incluindo o cotonete, infecções no ouvido, malformações congênitas do ouvido, algumas infecções virais, como mononucleose, gripe, herpes, varicela, meningite e HIV, traumas, uso de medicamentos e algumas doenças sistêmicas, como pressão alta e diabetes.
Para evitar a perda auditiva, Elvira orienta cuidados com a exposição a ruídos, alimentação saudável, atividades físicas regulares, cessar o tabagismo, evitar o uso abusivo de bebidas alcoólicas, manutenção de uma boa saúde geral e visitas periódicas ao Otorrinolaringologista.
O otorrinolaringologista
É comum as pessoas procurarem o otorrino quando sentem algum desconforto no ouvido, no nariz ou na garganta. No entanto, a atuação do especialista vai além disso, incluindo diferentes doenças, tratamentos clínicos, realizações de cirurgias e exames especializados.
Além dos quadros já mencionados, detalha Elvira Lopes, o médico especializado em Otorrinolaringologia trata e investiga a tontura, zumbido, diminuição da audição, rinite, ronco, distúrbios da voz, atraso de fala, problemas de deglutição e outros. Portanto, a visita regular ao profissional é fundamental para ter uma melhor qualidade de vida.
Dia Mundial da Audição
O Dia Mundial da Audição é uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) que este ano tem como tema: “Cuidados auditivos para todos! Filtrar, reabilitar, comunicar”. O objetivo é sensibilizar toda a sociedade sobre a importância de cuidar da saúde auditiva.
Por isso, deve-se procurar o especialista precocemente e ter a devida orientação dos tratamentos disponíveis, podendo ser clínico, cirúrgico, uso de aparelho auditivo, entre outros. (Ascom SEcom)

Veja mais notícias: